De Escritora para Escritora - Resenha Marcas Indeléveis.

Nessa obra de minha amiga Autora Ahtange Ferreira, a protagonista Esther me fez nutrir por ela dois sentimentos. O primeiro foi um misto de Bronca e Desapontamento por suas escolhas. O segundo saberão adiante......
Esther foi uma jovem que costumamos chamar de "Cabeça dura". Uma pessoa que mesmo sofrendo parece que não aprende com as experiências. Uma pessoa que costuma trazer para se um turbilhão de problemas por inocencia ou sabe-se lá o que. Em alguma etapa de nossas vidas, todos podemos nos enquandrar nesse adjetivo. Porem essa jovem colecionou em sua vida Marcas Indeléveis que muitas jamais provaram ou suportariam experimentar.
Ainda jovem Esther provou os dois lados da moeda, que uma mulher pode experimentar. Quando ela provava esse primeiro lado, cheguei a ter certa antipatia por ver uma menina tão jovem e bela se submeter aquela vida. Dai veio o segundo lado dessa moeda, e foi ali que começei a ter uma grande afeição por ela. Nessa nova fase seu sofrimento foi profundo e por vezes senti sua dor como se fosse minha (Costumamos nos sentir assim quando vemos algumas mulheres sofrerem com suas vidas conjugais, eu pelo menos sofro). Comecei a pensar com mais racionalidade sobre aquela história na qual eu havia entrado apenas com meu lado emocional e então fiquei mais compreendida das escolhas, dos sofrimentos e dos descasos em que aquela jovem, por amor ou inocência se entregou, e não mais a critiquei.
Quando eu pensava que ela se permitiria viver daquele sofrimento, que me angustiara tanto anteriormente, êis que sua vida dá uma reviravolta e Esther torna-se a mulher que muitas que ja viveram história semelhante, deveriam se espelhar e também mudar as suas.
Ahtange, no final me surpreendeu muito positivamente, pois trouxe-me um alivio que me dizia: "É possível Recomeçar". E as tempestades em que a protagonista viveu por longa data, a ensinaram isso, levando-a a escolher um caminho que achei muito corajoso e feliz.
Leiam Marcas Indeléveis e deixem suas impressões porque as minhas são as melhores possíveis.......... e sabem qual foi o segundo sentimento que tive por Esther e que comentei no início?
De libertação, foi exatamente o que senti quando cheguei na página que dizia fim, ou seria recomeço!!!!!

2 comentários :

  1. Que legal, é isso amiga o objetivo é provocar o emocional do leitor fazer pensar, e pesar as escolhas da vida. Linda resenha, gostei demais.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha querida!
      Espero que tenha gostado.
      Beijos

      Excluir